Meu remédio é a corrida.

image (7)

Pensei muito quando seria o momento exato de contar para os seguidores do blog Mãe de Dois Run o que tenho passado nos últimos meses. Por certo que incentivar as pessoas que nos seguem, é nosso objetivo principal. Porém, acho válido demonstrar que, como seres humanos, temos problemas menores, iguais ou maiores que os demais.

No próximo dia 06 de setembro realizarei um procedimento cirúrgico que é chamado de tireoidectomia.

Trata-se da retirada da tireóide (total ou parcial). A previsão inicial é para que seja retirado, apenas, o lado esquerdo da glândula, haja vista no local haver um nódulo de mais de 5 cm.

No entanto, como a punção que realizei do nódulo foi inconclusiva, a biópsia será realizada no momento da cirurgia. Um patologista levará o nódulo para o laboratório e verificará se é benigno, maligno ou se continua inconclusivo o resultado. Se for benigno, termina a cirurgia. Se for maligno, retira totalmente a tireóide. E se for inconclusivo, mantém retirado somente parte da tireóide. A anestesia é geral e, correndo tudo bem, fico apenas 1 dia no hospital. Maravilha, não?

image (5)
Nódulo fica aparente quando engulo. 

A corrida só poderá voltar a ser realizada após 30 dias. Como qualquer ato cirúrgico. E neste período, vou verificar como meus hormônios estarão, em razão da tireóide, realizando acompanhamento com uma endocrinologista.

E é tudo isso que tem me deixado bem maluquinha (rsss) nos últimos dias.  Na verdade, é um misto de susto com ansiedade. Só tenho a agradecer a Maira (@mairamaededoisrun), fundadora deste blog, amiga e parceria, pelas palavras, orações e compreensões neste momento de minha vida!

No início, toda o estresse dificultou até meus treinos de corrida. Minha respiração ficava mais ofegante, meu ritmo caiu consideravelmente. Mas, graças a Deus, “I’m back”. Sei que a corrida é o meu remédio e é importantíssima para minha saúde. O ritmo voltou e domingo até irei brincar de correr, ao lado do meu esposo (pela primeira vez que correremos juntos) em uma prova de corrida de 8km em Campo Grande.

Ah… Durante a consulta pré-operatória com o anestesista, ele disse que meu coração é de atleta: 48 batimentos por minuto. E que isso é resultado da corrida. A corrida é ou não é um remédio??? Saí felizona!

image (6)
Sou feliz e agradeço tudo o que Deus me deu! =)

Diante do que estou passando, peço às mamães que se cuidem! Não fujam de médicos. Visite com frequência, pois a prevenção SEMPRE é o melhor.

Sei que Deus tem o melhor para minha a vida e de todos vocês!

Um beijo grande!

(Escrito por @brunamaededoisrun)

Anúncios

O que colocar na lancheira do seu filho?

Alimentação saudável é uma herança que deve ser passada de geração para geração. Antes, nossos avós, não comiam tantos alimentos industrializados como nossos pais, nós e nossos filhos consomem atualmente. E, infelizmente, sabemos que a alimentação incorreta traz malefícios à saúde.

alimentos

Por isso, comer bem e de forma saudável tem sido tão difundido entre adultos e crianças.

Se seu filho tem problema de sobrepeso ou obesidade, ou ainda, se mesmo magro, já sofre com colesterol ou outras doenças, é necessário consultar um pediatra, um endocrinologista e um nutricionista, para acertar os ponteiros de sua alimentação.

Muitas pessoas confundem o amor que sentem pelos filhos com a necessidade de alimentá-los com tudo o que as crianças consideram uma delícia. “Se você se comportar, te levo para comer um lanche”. Não, a comida não pode ser recompensa para o seu filho. Tem de ser consequência do estilo de vida, assim como tomar banho ou dormir.

Aprendi muito com a nutricionista Débora Soria (@nutrideborasoria) o que o Miguel (meu filho mais velho) deveria comer na escola. Vi que colocava muito carboidrato e pouca proteína, o que ajudava a elevar o ponteiro da balança.

Se você vai levar um pão, para que mandar também um bolo? São dois carboidratos na mesma refeição. Então,  por que não levar 1 fatia de pão integral com atum ralado (pode colocar até um pouco de requeijão light); 1 suco natural (se for laranja, bata com outra fruta, como acerola ou mamão); 1 fruta pequena. Pronto. Isso é suficiente para a alimentação da criança: 1 suco, 1 fruta, 1 carboidrato e 1 proteína.

lancheira_crianca_30290-123013

Outras ideias bacanas, para crianças que gostam, é levar tomatinho cereja com ovinhos de codorna. Meus filhos se divertem!

Enfim, tente cortar, como eu, bolacha doce (incluindo a recheada), sucos de caixinha, refrigerante, salgadinhos, salgado frito, que você já terá feito um grande avanço na educação alimentar de seu filho!

E claro, nunca deixe de procurar um profissional de saúde, que é a pessoa adequada para explicar o que realmente seu filho precisa para ter uma alimentação equilibrada e de maneira saudável.

(Escrito por @brunamaededoisrun)

 

 

Você está com baixa auto-estima?

Como identificar se tenho baixa auto-estima?

Estou estressada ou cansada?

Diante de algumas situações, cada pessoa tem uma forma de lidar, brigar, lutar, estudar…

Vai de cada pessoa.

Algumas pessoas são mais questionadoras, outras mais inseguras.

E você? Já parou pra pensar se está com baixa auto-estima?

As características da baixa auto-estima pode ser identificada por exemplo, como as características de insegurança, dúvidas constantes, incerteza, sentimento vago, necessidade de agradar, de ser aprovado, ou até mesmo de querer ser reconhecido.

E o que pode contribuir para auto-estima ficar lá em baixo?

Talvez sentimento de culpa, abandono, frustração?

O que eu posso dizer?

Não se deixa abater, pare, pense…reflita o que você tem feito por você.

Uma coisa básica e acho que pode ajudar bastante:

1)Beba ÁGUA

beber-água (1)

2)Alimenta-se de forma SAUDÁVEL

thumbnail_IMG_9453

thumbnail_image1

3)Pratique algum EXERCÍCIO FÍSICO!

IMG_9565

O exercício e a alimentação saudável ajuda tanto de forma interna como externa!

O resultado será: AUTO-ESTIMA EM DIA!

Expressões de afeto, carinho, amor-próprio, harmonia, sentimentos bons, vontade de estar sempre pronto!

Resultado de que sua auto-estima …está no ponto certo!

Escrito por @mairamaededoisrun

thumbnail_IMG_9994

Viajando com o seu bebê by Carol Saves

image12Olá mamães!! Eu sou a Carol, mãe da Laís, de 7 meses, e atendendo ao gentil convite da querida Maira, estou aqui hoje pra contar pra vocês um pouquinho sobre a nossa primeira viagem de avião com a pequena, os preparativos e a nossa rotina por lá. 

Esta primeira viagem foi bem curtinha. Fomos passar um fim de semana em Curitiba pra Laís conhecer uns tios que ainda não conhecia e matar as saudades dos avós paternos. Decidimos viajar de última hora, mas consegui organizar tudo direitinho pra poder seguir a rotina de sono e alimentação da Laís e fiquei feliz por ter conseguido. Bom, vamos então ao que interessa:

ORGANIZANDO A MALA: Como íamos passar apenas dois dias e já sabia mais ou menos quais seriam os programas que iríamos fazer, levei looks prontos pra Laís, um pro jantar de sábado e um pro almoço de domingo.

carol

Apesar de termos passado apenas uma noite lá levei dois pijaminhas por precaução e mais duas roupinhas bem confortáveis pra ficar em casa

Image-3.jpg

Os pijaminhas eu gosto de levar com um lacinho combinando porque quando saímos com ela à noite e dá a hora dela dormir, eu gosto de trocar a fralda dela e já colocar o pijama, assim ela continua arrumadinha com o lacinho e quando chegamos em casa eu não preciso acordá-la pra trocar a roupa, apenas tiro o lacinho.

Levei também 2 roupas mais fresquinhas pro caso de esquentar, mas ela acabou não usando porque estava bem frio!

Image-6

Antes de colocar na mala peço pra nossa funcionária dar mais uma passada nas roupas porque às vezes no guarda-roupa elas ficam um pouco amassadas e ela deixa tudo dobradinho do mesmo tamanho assim a mala fica mais organizada.Image-7Image-8.jpg

Esse saquinho cinza tem dois compartimentos, no maior eu coloco as fraldas (calculei 6 por dia, mas ela usou bem menos que isso) e no menor os lacinhos.

PRODUTOS PRO BANHO: Levei o sabonete líquido roxo da granado (meu cheirinho preferido), o soothing vapor bath da Johnson’s que além de acalmar o bebê alivia o peito congestionado e um creme da mustela que tem um cheiro delicioso também e hidrata muito bem a pele. Como minha sogra tem apartamento em Curitiba, a Laís já tem uma banheira lá, assim não precisei levar a banheira inflável dela. Toalha levei apenas uma e por sorte ela já estava seca na hora do próximo banho, mas da próxima vez não vou correr esse risco e vou levar mais uma toalha rsrs!!

Image-9

BOLSA DO BEBÊ: Na bolsa da Laís levei o de sempre: trocador, duas fraldas, lenços umedecidos, pomada pra assadura, escovinha pro cabelo, uma roupinha pro caso de acontecer um acidente, chupetas extras, nosefrida, sorine de jato continuo e lencinhos pra limpar o nariz (esses nunca faltam, ainda mais nesta época do ano, o nariz dos bebês tem que estar sempre limpinho), termômetro, a vitamina D que ela toma todos os dias, lencinhos pra limpar a chupeta e paninhos de boca (muitos paninhos de boca)Image-10

HORA DA PAPINHA: Levei pratinhos, talheres, mamadeira pro suco e pra água, babador e um potinho térmico pro almoço de domingo – levamos a papinha pronta pra casa do tio do meu marido porque se fôssemos dar a comida no horário de sempre chegaríamos muito tarde, já que lá é uma hora a mais. Por sorte conseguimos manter muito bem a rotina dela.

Image-12

O VÔO: Nosso vôo saiu daqui de Campo Grande as 6:30, tínhamos que estar no aeroporto até as 5:30, por isso a Laís estava com muito sono, já que ela acorda todo dia pontualmente as 7h00min (meu marido até brinca que ela é o nosso despertadorzinho)! Mas isso foi bom porque ela dormiu grande parte da viagem! 

Despachamos as malas, fiquei apenas com a bolsa do bebê e o carrinho que despachamos na entrada do avião – basta avisar na hora de despachar as bagagens, pro atendente da companhia aérea que você vai despachar o carrinho na entrada do avião, que ele fixa uma etiqueta no carrinho, que também conta como bagagem, e vai avisar pra algum funcionário pegá-lo na entrada do avião. 

Na hora da decolagem coloquei ela pra mamar, conforme a pediatra havia orientado e não tivemos problema nenhum. No meio da viagem ela deu uma resmungadinha, mas fiquei em pé com ela e ela dormiu os resto do vôo com a chupeta, assim na hora da aterrissagem também não deu dor no ouvidinho por conta da sucção com a chupeta. 

Na volta foi mais complicadinho porque voltamos as 20h00min (19h00min do nosso horário) e essa hora ela começa a ficar chorosinha por causa do sono, geralmente ela dorme entre 21h00min e 22h00min! Mas também dormiu da metade do vôo até o final (o vôo de Campo Grande a Curitiba dura aproximadamente 1 hora). 

O segredo é ter um brinquedinho pra eles se distraírem e algo pro bebê sugar por conta da pressão na hora de decolar e aterrissar!!

Esta é minha família amada!!

image12.jpeg

Quanto à documentação, não se esqueçam de levar documento com foto ou certidão de nascimento do bebê (eu levei o RG da Laís mas pra quem não tiver ainda, viagem nacional pode fazer apenas com certidão de nascimento). Uma dica é fazer a cópia reduzida da certidão no próprio cartório, fica mais fácil pra carregar.

Bom mamães, essa foi a minha primeira experiência e achei que foi bem tranquila, espero ter ajudado de alguma forma e encorajado quem estiver pensando em viajar com o bebê!

Antes de começar a correr, consulte com profissionais da Saúde!

size_810_16_9_casal-fazendo-atividade-fisica

Se você quer começar a correr, não basta investir em roupas e tênis. Você tem de pensar, primeiro, em sua saúde. Qual foi a última vez que você realizou um exame eletrocardiograma, um hemograma ou teste ergométrico?

Seja por estética ou para competição, nunca deixe de procurar profissionais da Saúde antes de iniciar seu treino de corrida, de academia ou qualquer outra atividade física. Afinal, a prevenção é o melhor remédio!

Vale lembrar que cada pessoa tem suas características e necessidades próprias, e isso acaba por exigir avaliação médica e com nutricionista de forma individualizada. Assim, não adianta pegar a “dica” do colega de corrida, baseado em um cardápio feito por um nutricionista. Pode ser que para você, aquilo não dê certo. Ou pior: pode lhe fazer bem mal!

Além disso, cada faixa etária requer um cuidado diferente. Por isso, é importante sempre, para iniciantes e praticantes, cuidar da saúde e da alimentação. Com certeza, isso fará uma grande diferença em sua qualidade de vida!

(Escrito por @brunamaededoisrun)

Bolinho de batata doce com atum

Uma opção de aperitivo gostoso e saudável para você comer: bolinho de batata doce com atum. Mais um receita a testada pelo meu esposo e aprovada por mim (@brunamaededoisrun)! kkkkk

image (3)

Veja como fazer…

Ingredientes
250g de batata doce ou madioca cozida
1/2 cebola picada
1 ovo
Cebolinha picada
Sal e pimenta do reino a gosto
Farinha de linhaça, de quinoa ou de amaranto, para empanar

Modo de fazer: Cozinhar a batata ou a madioca e depois amasse. Acrescente o ovo. Escorra toda a água ou óleo do atum e misture com a massa. Na sequência, misture a cebola, cebolinha, sal e pimenta. Após ficar homogêneo, faça bolinhas com a massa e empane com farinha de linhaça, de quinoa ou de amaranto. Leve ao forno médio por 30 minutos ou até criar uma casquinha em volta.

(Escrito por @brunamaededoisrun)

Cadê o tempo?

tempo-thumb-800x335-114104

Quando você pergunta: que horas vou treinar?

Que tempo que eu tenho?

Como fazer?

O tempo está passando rápido demais…

E eu não estou conseguindo treinar…

Meia Maratona está chegando…faltam 3 meses!!

Brasília, em novembro estarei lá! #BSBMEIAMARATONA #MEIAMARATONA

Mas e o treino?

Pois é… está meio complicado treinar, o horário passa e quando vejo..Meia-Noite!.

Preciso me organizar.

Eu havia comentado com vocês, algumas semanas atrás que iria compartilhar com vocês o meu treino da meia-maratona, mas pelo jeito, não tenho o que compartilhar, pois não estou conseguindo treinar.

Vou tentar adequar meus horários.

Pois o treino para uma meia maratona requer mais tempo, não posso correr em apenas 30 minutos e pronto..treino feito .. não dá..

Preciso fazer mais kms.. e kms..

Aumentando aos poucos..

E para isso, preciso de um pouco mais de tempo.

Vamos lá! Vou tentar me organizar.

E passar um pouco para vocês de cada treino feito durante a semana.

Abraços!

Escrito por @mairamaededoisrun 

 

 

 

 

 

 

Ela está tentando!

image1

Bom dia!

Amigos, quero contar uma história de uma menina que está tentando driblar a preguiça e transformar a prática de exercício físico em uma rotina em sua vida!

Ela é forte, engraçada, parceira de churrasco… sim, faz um churrasco e tanto!!!

Mas, desculpas para não malhar , tem de monte!

Só que nos nos últimos dias e semanas…ela @pripadim, mas conhecida como Priscila Barbosa, e seu amigo Genilson @genilson_albuquerque tem colocado a atividade física como rotina, e procurando também mais qualidade de vida.

Genilson, mais focado, ajuda a sua amiga.

E você?  está esperando o que pra começar?

Faça que nem a Priscila.. comece, dê o primeiro passo!

Ela está tentando, você também pode começar tentando.

Um grande abraço!

Pri, estamos de olho hem!

#Priacreditoemvoce

#Priestamosdeolho

bjos

Escrito por @mairamaededoisrun

Corrida na esteira ou na pista?

IMG_8112[1]Olá pessoal! Eu não sou fã de treino em esteiras. Adoro correr na rua, no parque, na calçada, na terra… mas na esteira, não!

Mas descobri que a esteira tem alguns benefícios, como a manutenção do ritmo. E isso, dificilmente consigo quando treino em pista.

Na última terça, meu treino foi na companhia no maridão (foto).

Treino – A planilha do grupo de corrida Top Run estava assim: 1km de aquecimento, 8x 200m em Z2 e 200m para descansar, e 800 metros desacelerando.

nk
E foi muito legal ver as ondinhas no aplicativo Running da Nike, demonstrando que consegui manter o ritmo (de certa forma, rsss) do treino nas 8 vezes de aceleração.

E você, prefere a esteira ou a rua?

Escrito por @brunamaededoisrun

 

Tacos integrais e muuuito nutritivos

Hoje a receita é de origem mexicana! Uma versão nutritiva e bem saudável, testada e aprovada na casa da @brunamaededoisrun. Mais uma receitinha feita pelo seu marido Gian: tacos com massa integral e recheio de guacamole e frango com requeijão light.

É fácil. Eu garanto! Em casa, eu (Bruna) faço os recheios e o Gian fica responsável pela massa. Depois, eu quem “frito” a massa e faço a montagem final!

image (4)

Massa dos tacos
400g de farinha integral (pode mesclar as farinhas integral com a de arroz integral, para a massa não ficar muito pesada)
1/2 colher de fermento
2 a 3 colheres de azeite de oliva
1 xícara de água morna
sal a gosto (pode ser uma colher rasa de café)

Modo de fazer a massa: misture todos os ingredientes secos, depois acrescente o azeite e coloque a água aos poucos. Sove um pouco a massa até ficar firme e não grudar nos dedos. Depois faça bolinha do tamanho de um limão e deixe a massa descansar por uns 15 minutos. Depois deve abir a massa com um rolo, até ficar bem fina, como se fosse uma panqueca. Depois disso, é só untar a frigideira com azeite, deixar esquentar. Quando a massa começar a fazer bolhas, vire o lado, deixe mais um pouco e estará pronto.

Recheio de guacamole
1 abacate
1 tomate (sem sementes)
1 cebola
3 colheres de azeite
sal, cebolinha, salsinha (ou coentro, a depender do gosto), pimenta do reino,  pimenta-jalapenho e páprica a gosto

Modo de fazer o guacamole: Tire a polpa do abacate e esprema (espremedor de batata). Pique os tomates e a cebola. Misture tudo com a mão, apertando bem. Depois coloque o tempero. (Nós gostamos de sentir os pedaços de tomates e cebolas, mas se preferir, você pode triturar o tomate e a cebola).

Recheio de frango com molho branco
500 g de peito de frango sem pele
sal e pimenta do reino branco a gosto
1 colher de farinha integral ou farinha de aveia
1 ovo
1 copo de leite desnatado ou sem lactose
1 colher de manteiga  ghee ou de óleo de coco

Modo de fazer o recheio de frango: Coloque o frango sem temperar com água na panela de pressão e deixe ferver por 20 minutos (após começar a apitar). Depois, tire a água, feche novamente a panela, e sacuda bem, para que o frango fique desfiado. Depois, acabe de desfiar com a mão, os pedaços maiores e tempere com sal. Reserve o frango. Em uma vasilha a parte, coloque  ovo, leite, manteiga (ou óleo de coco), sal, pimenta do reino, farinha de trigo. Bata tudo no liquidificador e coloque em uma panela para esquentar, em fogo baixo, sempre mexendo. Quando ficar grosso, desligue o forno. Depois, misture o frango com este molho branco.

Pronto!
Ao final, é só montar os tacos. Coloque o recheio dentro da massa. Primeiro o frango (que pode ser substituído pela carne moída de patinho, moído duas vezes, com molho de tomate caseiro), depois o guacamole e dobre a massa ao meio! Você também pode acrescentar uma folha de alface antes de colocar o recheio!

Gostou? Nós A-DO-RA-MOS! =D